Skip to content

Economist: o que estraga a democracia é o povo

4 de Fevereiro de 2010
tags:

3/fevereiro/2010 19:38 

Fonte: http://www.paulohenriqueamorim.com.br 

Bob adorava um emprego público
Bob adorava um emprego público 

 

A respeitada revista inglesa Economist desta semana, na página 46, seção Américas, lamenta às lagrimas que o liberalismo economico não floresça no Brasil. E cita o pai de todos os neoliberais brasileiros, Roberto Campos, também conhecido, lembra a Economist, como Bob Fields.
Bob escreveu em todos os PiG brasileiros.
Militou em todas as causas anti-nacionais.
Jamais defendeu uma idéia que já não tivesse sido formulada, antes, em ingles.
Fez mestrado em Columbia e a Provincia o tinha como genio.
É dele a frase “ser liberal no Brasil é tão chocante quanto fazer sexo em público”, lembra a Economist.
O interessante é que Bob fracassou em todas as atividades privatistas que exerceu.
Sempre viveu de salário do Estado.

A Economist conclui que o neoliberalismo não faz praça no Brasil porque o voto é obrigatório. E o pobre, que quase não paga impostos (ao contário: é quem mais paga imposto, como já demonstrou o IPEA), e depende das políticas assistencialistas, obriga os partidos politicos a defender o Estado.
Como o voto é orbigatorio – o que é contra a religião do Economist – todo mundo gosta do Estado.
O Economist pode entender muito de neoliberalismo mas não entende nada de Brasil. E diz que o José Serra tem a mesma inclinação estatizante do Lula e da Dilma.
Ledo engano.
Serra é mais privatizante que o FHC. Serra privatizou a água do rio Tietê e, segundo o testemunho insuspeito do Farol de Alexandria, foi quem defendeu com mais vigor a privatização – a preço de banana – da Vale do Rio Doce.
Quem também não gosta de democracia é o Otavinho da Folha (*) – ele detesta a “democracia de massas”. Democracia boa é a “sem-massas”. Tão bom quanto fazer sexo em público.

Paulo Henrique Amorim

(*) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que avacalha o Presidente Lula por causa de um comercial de TV; que publica artigo sórdido de ex-militante do PT; e que é o que é, porque o dono é o que é ;  nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: