Skip to content

Escândalos que marcaram o governo FHC: compra de votos para emenda da reeleição

19 de Fevereiro de 2010

Escândalo da compra de Votos para Emenda da Reeleição foi deflagrado quando o jornal Folha de S. Paulo publicou em 14 de abril de 1997 uma denúncia da CNBB acusando o governo de FHC de corrupção, quatro meses depois de aprovada a reeleição. A emenda foi aprovada, em primeiro turno, com 336 votos favoráveis na Câmara e seis votos contra.

Em 13 de maio de 1997, nova reportagem, do mesmo jornal, relata conversa sobre a compra destes votos. O personagem central, o deputado Ronivon Santiago (PFL-AC) dizia ter vendido o seu voto por R$ 200 mil, a favor da emenda da reeleição de Fernando Henrique Cardoso. Nesta reportagem Ronivon afirma que recebeu R$ 100 mil em dinheiro e que os outros R$ 100 mil, seriam pagos por uma empreiteira _a CM, que tinha pagamentos para receber do governo do Acre.

Os compradores do voto do deputado do Acre, segundo Ronivon, foram dois governadores: Orleir Cameli (sem partido), do Acre, e Amazonino Mendes (PFL), do Amazonas. Rovinon não foi o único deputado que se vendeu na votação da reeleição em dia 28 de janeiro de 1997. Outros deputados acreanos foram envolvidos na compra.

Na gravação, Ronivon afirma que os cheques eram do Banco do Amazonas, em nome de uma empresa de Eládio Cameli, irmão de Orleir Cameli.

Também foram acusados de participação deputados influentes do Congresso, o então presidente da Câmara, Luiz Eduardo Magalhães (já falecido, filho do senador Antônio Carlos Magalhães, também falecido, presidente do Senado na época), e de ministros do governo Fernando Henrique. Pelas conversas gravadas, o esquema teria sido comandado pelo então ministro das Comunicações, Sérgio Motta (já falecido), que era considerado o homem forte do governo de FHC.

O episódio foi investigado pela Comissão de Constituição e Justiça, numa investigação que durou poucas horas – e mais tarde foi abordada pela CPI do Mensalão.

About these ads
3 Comentários leave one →
  1. A bem da verdade permalink
    24 de Maio de 2010 14:11

    Faltou mencionar o deputado João Maia, o qual hoje faz parte da base de apoio do Governo Lula.

  2. 2 de Agosto de 2010 18:44

    Legal esses comentários subversivos,acho que deveriamos mudar esta politica de fofocas,para fatos que realmente possam vir a denunciar com uma certa coerencia.Poxa a emenda da reeleição vei a beneficiar o presidente FHC,sim veio.Mais também beneficiou 28 governadores de estado e mais de 6 mil prefeitos.Não acredito que fosse tão nescessário a compra de tantos deputados assim.

  3. rafael rodrigues permalink
    27 de Setembro de 2010 14:42

    eles nâo sâo moderados conosco quando o assunto e corrupçâo.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 25 outros seguidores

%d bloggers like this: